dor na mandíbula

Dor na mandíbula: entenda quais são as causas

Dor ao bocejar, ao mastigar e ao acordar. Sentir essas dores não é algo comum e é sinal de que algo não está funcionando bem na mandíbula, maxila ou região do ouvido. A dor na mandíbula pode ter diversas causas, que devem ser avaliadas com cuidado pelo profissional competente.

As alterações mais comuns que causam dor na mandíbula são:

  •   Bruxismo: também conhecido pelo ranger dos dentes, o BRUXISMO é uma das principais causas das dores na mandíbula. Algumas pessoas rangem os dentes quando estão nervosas e outras durante o sono, sem nem perceber. A ocorrência frequente do ranger dos dentes leva à dor na mandíbula, dores de cabeça, desgaste dos dentes e outras complicações bucais. O melhor tratamento para o bruxismo é a confecção de uma placa de mordida, exercícios articulares e até mesmo medicamentos. 

 

  •   DTM: as disfunções temporomandibulares são alterações funcionais na articulação temporomandibular (ATM). Quando o paciente apresenta o problema, não consegue realizar os movimentos de abrir e fechar a boca sem sentir incômodo. Além da dor, esse transtorno também faz com que a mandíbula emita um som (estalo) quando a pessoa abre a boca ou mastiga. Nos casos mais graves, a DTM pode até causar a travamento permanente da mandíbula na posição aberta ou fechada. Sua causa está relacionada ao estresse a ansiedade e o tratamento requer mudanças de hábitos e técnicas de relaxamento.

 

  •   Osteomielite: caracterizada por uma infecção no osso, que pode ser causada geralmente por bactérias. A osteomielite pode acontecer por contaminação direta do osso, através de um corte profundo, fratura, implante ou através da pouca circulação sanguínea, observada principalmente após uso de alguns medicamentos e tratamentos como radioterapia. Quando uma pessoa sofre osteomielite na mandíbula, a articulação temporomandibular (ATM) é impactada causando dor na mandíbula, febre, vermelhidão e calor no local afetado e inchaço facial. O tratamento é feito com o uso de antibióticos ou, em alguns casos, cirurgia para remover tecidos mortos e facilitar a recuperação.

 

  •    Abscesso dentário: é o resultado da infecção da polpa ou do nervo do dente. Geralmente ele ocorre quando uma cárie dentária ficou sem tratamento por um longo período. Quando as bactérias da infecção começam a se disseminar pelo canal do dente, perfuram o osso e espalham a infecção nos tecidos moles, causando dor intensa. O tratamento inclui antibióticos, além de ser necessário passar por procedimentos cirúrgicos de drenagem para remover a infecção, ou até remoção do próprio dente.

Sentir incômodo e dor na mandíbula não é algo normal. Por isso, se isso acontecer não deixe de consultar um profissional o quanto antes. O diagnóstico da dor na mandíbula deve ser feito por um profissional especializado, que irá determinar o melhor tratamento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto.

Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgiã bucomaxilofacial em São Paulo.

Comentários
Dra. Maximiana Maliska

Posted by Dra. Maximiana Maliska

1 comment

[…] disfunções da ATM são muito frequentes na atualidade, acometendo 20% da população adulta. No entanto, é uma […]